Abro a porta e a janela

Quando a janela da alma está aberta

Não há dentro e nem fora

O que se é

É como se é

O que se faz

É o que se é

Seja bom seja ruim

É o que se é no momento

E o que se é está em constante movimento

Abro a porta e a janela

Não somente para ver o sol nascer

Mas também para ser o sol que nasce

[Vitor Uemura]

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram